Dia mundial da Aids

 condom_on_finger Aids, e foda, em um dos meus “casamentos”, coisa de uns 15 anos atrás, o marido era uma medico e varias vezes fui com ele  visitar pacientes de Aids, sendo que a 15 anos atrás a única certeza que um paciente tinha era que não iria sobreviver. Foi épocas ruins e muito triste para mim pois eu gostava de fazer isso ( visitar os pacientes), conversar com eles, ouvi-los. Isso fazia bem para mim  e para eles… mas muitas vezes eu voltava para visitar e ele já tinha ido embora para sempre. Isso me deixava muito mal ….
Mas hoje os tempos são outros, pacientes de Aids, tem qualidade de vida, enfim a medicina e a indústria de medicamentos estão fazendo milagres, mas hoje em dia não gosto de pensar muito nisso, pois exatamente a um ano atrás, quando comentei o que realmente eu penso sobre Aids X Industria Farmacêutica, fui quase massacrado por uma pessoa altamente fútil, mas futilidades não significa ser burra mas ela consegue ser uma fútil burra ..
Mas como agora eu estou no meu blog e quem manda aqui sou eu ..kkkkk ( democracia pura kakakakakak ) vou falar o que eu acho .
O que eu acho a respeito disso. Na minha opinião não há o mínimo interesse em descobrir um remédio para a Aids, pois a indústria Farmacêutica movimenta milhões com isso, e nem estou levando em consideração que a maior parte das patentes do medicamentos pertence a Máfia Rockfeler, acho que é uma matemática bem simples, mantendo por mais tempo um paciente vivo, maior consumo de remédio e portanto mais U$ entrando, criando uma vacina menos U$ entrando e toda as patentes dos coquetel indo para as picas …

Para compreender melhor o que se passa, vamos voltar um pouco no tempo. O país que domina atualmente a indústria farmacêutica são os Estados Unidos. O crescimento dessa indústria ocorreu no início do século passado, quando o magnata Rockefeller adquiriu 70% das patentes dos remédios fabricados nos EUA e passou a empregar a mesma estratégia de produção em série desenvolvida por Henry Ford na indústria automobilística. No entanto, ao contrário dos carros, que tinham uma grande demanda espontânea, os medicamentos não eram vendidos segundo o desejo das pessoas, mas seguindo as prescrições dos médicos.

fonte


E temos provas de monte que hoje em dia uma conta bancária ou ações em alta na bolsa, então acima de qualquer vida humana .. 
E pesquisando na net descobri uma página com selos sobre Aids, escolhi os selos brasileiros para colocar aqui .

 

brvistaestacausa

10 comentários sobre “Dia mundial da Aids

  1. ola querido, como vai? Vc tocou bem fundo, afinal a questão é muito séria, qtas pessoas ainda não tem noção do que é a fazem sexo sem camisinha, posso ser puteiro, mas sempre emborracho, afinal, o que vale mais um momento ou a vida toda? beijão ate mais deixe um recadinho no meu blog para vc

  2. Oi, cara, passei aqui para ler o texto sobre a Aids e achei muito bom o seu post. Aproveitei também para conhecer o restante do blog e está excelente. Parabéns pela qualidade, ganhou mais um visitante frequente. Também participei da blogagem, se tiver um tempinho dê uma passadinha lá. Abraços e até logo!Nando.

  3. O Câncer também entra no mesmo esquema, afinal pra quê a cura, se terão mais e mais pessoas precisando do medicamento?Também não entendo porque ainda não arrumaram um modo melhor dos diabéticos tomarem insulina.Países em que a população é um poucmo mais esclarecida, a aids está quase sob controle, cresce somente entre as classes mais baixas, que carecem de informação ou abundam em promiscuidade.Anexei seu texto à blogagem coletiva, caso seja contrário, me avise! Beijus,

  4. Acho que muitas pessoas tão se descuidando em relação à camisinha porque pensam que hoje, com os tais coquetéis que existem, não tem perigo se pegar AIDS. E não é bem assim, né? Até porque nem todo mundo tem acesso a esses coquetéis. E quem tem, nem sempre pode tomar (às vezes o organismo rejeita).

  5. Concordo quase completamente com a Luma, exceto pelo fator "promiscuidade", tudo bem, é um agravante, mas não é o principal fator. O fator que alavanca a Aids e tantos outros problemas na verdade é a ignorância, achamos que vivemos em um mundo moderno e que a informação está ao alcance de todos, mas isso é uma ilusão. Concordo que a informação realmente está mais acessível, mas acontece que a maioria está ainda mais mergulhada na ignorância, então na prática somente os rótulos mudaram, as distâncias continuam proporcionalmente iguais. Claro que não existe interesse em se encontrar curas – soluções paleativas são extremamente mais lucrativas assim como não existe interesse em esclarecer – manipular uma massa ignorante é muito mais fácil. Logo a ignorância será um problema genético, a criança terá como pais 2 burros (talvez 1 se for produção independente), irá para uma escola onde os professores serão toupeiras e quando crescerem adivinhem só o que serão! A humanidade precisará de muito pasto no futuro!

  6. O que ainda me preocupa é o preconceito que os portadores sofrem. É como se tudo fosse muito lindo e prático na prática, mas não é bem assim. Recentemente alguns editais para concurso público extrapolaram no quesito "impedimentos" para exercício da função e ser portador do víruas da Aidas estava entre eles.O nosso papel, como formadores de opinião que somos, é tão somente esclarecer e provocar a discussão em sociedade.Bjs e excelente post.

  7. Sempre costumo comentar os comentário, mas acho que os comentários de vocês só veio acrescentar mais informação ao post ….Espero que com isso todos nós tenhamos alertado os desalertados …

Obrigado volte sempre :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s