Casamento ….. não !

same-sex-gay-marriage Esta semana li dois post’s sobre casamento gay, sendo um no Blog do Alximist mostrando o casamento no ritual da Candomblé  e o outro no Blog do Homossexual e Pai , falando sobre um episódio na Califórnia em que o casamento entre iguais foi aprovado e agora cancelado.
Há algum tempo já queria falar sobre o que eu penso sobre casamento entre iguais, e agora acho que é o momento. Mas primeiro deixa eu falar um pouco sobre minha pessoa para vocês entenderem o porque da forma que vejo o mundo.
Antya Meus pais são católicos, mas nada muito fanático, me batizaram, fui no catecismo (cabulava as aulas), fiz a 1 comunhão e até as vezes participava em reuniões de encontro de jovens. Isso tudo quando era moleque, depois só pisei na igreja para ir em casamentos dos meus irmãos e da minha irmã e algumas missas de sétimo dia. Já fui Espirita eles falam que eu tenho mediunidade de cura, já fui Hare Krishina e depois disso nunca fui mais nada, sou ateu. Não acredito em milagres, macumba, feitiçaria ou qualquer beneficio do além, tanto para o mal quanto para o bem. Acho que temos uma energia própria que da maneira e intensidade que direcionamos, fazemos o bem ou mal. Logo qualquer benção de “entidades” religiosas não são levadas a sério por mim. E muito menos procuro esse tipo de conforto.
015423671-fmm00 Com isso vocês já podem concluir que a parte “religiosa” de um casamento não me diz nada e muito menos representa nada para mim, vejo isso como um costume pré-histórico nos dias de hoje, onde já se viu um padre ter que abençoar uma relação, que diferença isso vai fazer no seu dia a dia???
Nem precisa queimar os neurônios para me responder!!!
Já a festa no molde tradicional é uma das mais chatas que existem, é a mistura de gerações e ainda não sei realmente qual é o verdadeiro sentido desta festa. Até brinco com Mariposo-R, falando que se casamento fosse bom não precisaria de testemunha.
Logo vocês já viram que “um casamento gay”, não me atrai muito, talvez no contexto atual só sirva mesmo como atestado que a sociedade aceita a relação de iguais, afinal quer uma cerimônia mais “hétera” do que um casamento…
E já que o assunto é casamento fiquei pasmo quando li esse nota sobre “casamento gay” e a visão que essa repórter tem sobre o assunto.
imagem12

How The Gays Can Save Us

Fonte Original : The huffington Post
(Escrito com James C. Elbaor)
Tenho uma, proposta simples com custo-livre  para estimular a economia: legalizar casamento gay.
Esqueça sua política. guarde  o seu fanatismo. Basta ouvir os números ….
O custo  médio de um casamento americano é U$ 20.000. O número de casais homossexuais que vivem juntos sem o benefício do casamento é estimado em 3 milhões. Usando esses números, casamentos entre iguais  renderiam  um montante adicional estimado em US $ 60 bilhões em receitas para a nossa economia em dificuldade. Isso não inclui sequer dinheiro do pré-casamento , casamento ou registros. Eu suspeito que o casamento gay será comemorado com o mesmo escandaloso excesso como heterossexual . Não que todos podem pagar um casamento como o de  Ellen De Generes e  Portia De Rossi para elaborar a festa … mas mesmo alguns votos na Câmara Municipal seguido de um bom jantar com amigos poderia ajudar mais do que uma redução fiscal $ 300. De fato, US $ 60 bilhões em receitas tributáveis é tudo!
Pense no número de empregos que seriam criados. A Associação de Consultores nupcial afirman que em média, 43 profissionais são necessários para o serviço de um casamento  médio americano : floristas, restauração, recepção planejadores, fotógrafos, agências de viagens, hotéis, companhias aéreas, joalheiros e bufets para citar apenas alguns que beneficiam diretamente a partir deste enorme infusão de dinheiro …. para não falar do divórcio advogados.
Escolher e escolher que tipo de amor vale a pena reconhecer é uma escolha cara . É a discriminação vale esse preço?
Fonte Original : The huffington Post
(Escrito com James C. Elbaor)
Isso só me faz pensar, o que impulsiona as conquistas LGBT é o dinheiro cor de Rosa.

5 comentários sobre “Casamento ….. não !

  1. Sem sombra de dúvida… porque vc acha que a sociedade está mudando seus hábitos?… o setor turístico é o que mais lucra com tudo isso… afinal… os gays não têm filhos (a maioria)… podem viajar mais… gastar mais… e as pessoas se forçam a tratá-los bem.. porque eles enchem os caixas……tb não dou a mínima pra casamento… não que eu não acredite em bênção… ou cerimonia pra familia… mas devido as circunstâncas que essa conquista possa vir… já me desanima…porque temos que lutar pra tudo nessa vida?… eu não pedi pra nascer gay… eu sou gay… e sempre fui…***Não sei se reparou… mas dediquei o Selo Dardos pra vc no meu blog…Fique a vontade para aceitar ou não… ok?umBeijo!***

  2. Meus queridos: o casamento é uma forma instituída de se reconhecerem obrigações e deveres entre os esposos (um com o outros) e a sociedade (ambos com esta). Trata-se da formalização de um contrato legal e universal que reconhece as ligação entre os esposos. Não tem necessariamente que ver com religião, com orgulhos ou com vaidades. É simplesmente algo que deveria ser mais universal do que é e que deveria ser permitido a todos os que partilhem os valores já estabelecidos para casamento entre pessoas de sexo diferente. Mais importante ainda: ninguém é obrigado a casar-se, mas todos devem propiciar essa possibilidade a quem o deseje fazer. De uma vez por todas: conversa de religiões é uma conversa à parte. Quando se fala de casamento não se está de facto a falar de religião! Está-se a falar de nós e dos outros, como entes de uma sociedade civil responsável e responsabilizante. Por favor esforcem-se por entender isso desta forma e – se não for pedir de mais – por passar esta ideia!Abraços aos "mariposos",

  3. Ainda bem que assim é, mas o título, o texto e a imagem dos símios levou-me a considerar que algo mais teria que se dizer sobre o lado positivo do casamento. É um desafio para vocês também, já agora… 😉 Abcs,

  4. No final, os números sempre vencem! Aconteceu com o "Dia das mães", com a "Parda Gay" e acontecerá também com o casamento dos iguais, é uma questão de tempo. Não é o indivíduo, tão pouco as leis… O que realmente importa é a produção / rentabilidade! Somos a base da pirâmide.

Obrigado volte sempre :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s