Bronski Beat – The Age of Consent

Esse grupo é de 1984, 25 anos atrás época complicada, e como é atual… a  letra da música Smaltown Boy, é o retato da vida de muitos jovens  …

Bronski Beat – The Age of Consent

url Este é o primeiro álbum desta banda, que tinha a participação da fantástica voz de Jimmy Sommerville (que depois, fez parte também do Communards), e mais dois integrantes: Larry Steinbachek and Steve Bronski. Este álbum foi lançado logo após o lançamento do single “Smalltown Boy”.
O lançamento deste álbum com um título deste (A Idade do Consentimento – a idade em que deixava de ser considerado crime a relação sexual, 18 em alguns países, 21 em outros, o Bronski Beat foi mais específico, se referia às leis que proibiam o homossexualismo entre adolescentes ou em qualquer idade em diversoscommunards_9 países), isso ajudou a contribuir com os movimentos Homossexuais que começavam na Inglaterra e em toda a Europa. Em 1984 estes movimentos ainda eram vistos de forma muito pré-conceituosa e era crime em diversos países. No encarte do álbum, a banda colocou a “Homosexual Age of Consent ” de todos os países europeus, na verdade, a idade a partir da qual o homossexualismo não era mais considerado crime, muitos países não permitiam em idade alguma, um casal homossexual era considerado criminoso, passível de prisão imediata. Este álbum foi o principal marco da luta contra a homofobia dos últimos 30 anos!
786da41e94508f3d78205858090081b0_full Os garotos do Bronski Beat levaram este assunto a sério, até no Clip de “Smalltown Boy” eles mostram como as pessoas que decidiam não esconder sua Homossexualidade eram até atacadas (e infelizmente acontece em alguns lugares, ainda hoje…) em locais públicos, como se fossem bandidos. No Clip, o próprio Jimmy é agredido, e volta prá casa da sua família com a Polícia, e a cena deixa claro também que a família dele não concorda com a sua escolha sexual.
Por ser um álbum com o título defendendo a causa gay, inicialmente o disco foi bem aceito no meio dos homossexuais, e depois, foi visto um aumento das vendas no público em geral.
A gravação de todas as faixas deste álbum foi iniciada em Londres, e finalizada e mixada em Nova York. Isso ocasionou uma pausa, e serviu para que a banda pudesse refletir um pouco sobre as músicas. As mixagens foram feitas usando vários sintetizadores, inclusive as vozes e todos os instrumentos rítmicos, o que acabou ajudando que a banda não perdesse muito tempo.
Os músicos Larry Steinbachek e Steve Bronski tem perfis bem diferentes que podemos identificar nas gravações: Steve tem uma maneira mais sofisticada de tocar piano, e tem uma presença mais agressiva no palco. Já o Larry, é totalmente o contrário, é muito mais tímido, porém sua presença nos teclados é bem marcante.
fonte : Projeto Autobhan

Smaltown Boy
Garoto do Interior
Você parte pela manhã
Com tudo que te pertence
Dentro de uma pequena valise preta
Sozinho na plataforma
O vento e a chuva
Castigam seu rosto triste e solitário
Sua mãe nunca irá entender
Porque você teve que partir
Mas respostas que você procura
Você nunca encontrará em casa
O amor que você precisa
Você nunca encontrará em casa
Fuja, afaste-se, fuja, afaste-se, fuja
Fuja, afaste-se, fuja, afaste-se, fuja.
Abrindo caminho aos pontapés
Sempre um garoto solitário
Você é aquele
De que todos comentam pela cidade
Como eles te deprimem
E por mais duros que eles possam ser
Querem te ferir para vê-lo chorar
Mas você nunca chorou para eles
Somente na sua alma
Não, você nunca chorou para eles
Somente na sua alma
Fuja, afaste-se, fuja, afaste-se, fuja
Fuja, afaste-se, fuja, afaste-se, fuja.
Chore, garoto, chore
Você parte pela manhã
Com tudo que te pertence
Dentro de uma pequena valise preta
Sozinho na plataforma
O vento e a chuva
Castigam seu rosto triste e solitário
Fuja, afaste-se, fuja, afaste-se, fuja
Fuja, afaste-se, fuja, afaste-se, fuja.

12 comentários sobre “Bronski Beat – The Age of Consent

  1. Gostei, tá ai. Vou procurar saber mais sobre eles. : DExiste algumas bandas como homossexuais assumidos com integrantes, mas nenhum que levante a bandeira para defender a causa.Beijos e beijos

  2. Estou ouvindo falar deste grupo agora…talvez até tenha escutado alguma música mas não me lembro…Contudo,admiro quando um artista não batalha apenas pela fama e pelo dindin ( não seja errado possuir os 2) mas qdo vc ver existe outras motivações além destas nos mostra que o ser humano é capaz de muita coisa qdo deixa de pensar apenas no seu umbigo…Valeu pela dica!!Bjusssss e boa semana pro cê!!

  3. Uaul meu béim… atÓrei… nunca tinha ouvido falar deles… mas agOra… depois de ler a letra da música e saber da luta deles contra a homofobia… inclusive dentro de casa…Já to apaixonado…umBeijo!***

  4. quiridjo… concordo completamente com vc… ela foi podada pela gorda redonda… não deu tudo o que ela sabe… e olha que nem to falando do edi…As únicas partes que realmente morri de rir… foi quando ela aparece tirando o lenço da cara e diz::: nHaí? e no final quando ela apresenta o Tatálo como drag e sai mancando por causa da peran mecânica…Foram as únicas partes em que ela foi ela mesma…O roteiro estava péssimo… puro estereótipo… ridicularizando mesmo os gays…Eu sinceramente esperava muito mais… por ser um episódio de reestreia…umBeijo!***

  5. Realmente a voz dele é muito bacana…conhecia o comunnards … muito bom o clip parecido com um comercial musicado e achei a letra forte…como ela bateria na cabeça de um adolescente gay?abs e ai como foi a Páscoa!

Obrigado volte sempre :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s